Sonntag, 19. März 2017

Desagradável / Unangenehm



Por Albany Estrela Herrmann*

As emoções desagradáveis podem ser despertadas por meios diversos: coisas, pessoas, situações. Elas servem de alerta mostrando que existem coisas em nossas vidas que devem ser reavaliadas, mudadas ou simplesmente esquecidas. Devemos tomar consciência e considerar o que se passa no nosso interior, refletindo sobre tudo aquilo que não nos faz bem.

Quando alguém fere seus sentimentos, você se sente mal. Algumas pessoas se sentem inseguras. Outras ignoram o ocorrido. Reconheça que este problema é bem maior do que parece ser! Por um lado é você que deixa que isso aconteça e por outro lado é a pessoa que te ataca desta forma. Uma pessoa que tem esta necessidade mórbida de ferir os outros, é com certeza, alguém que não é querida pelo meio aonde vive. Às vezes isso ocorre por pura inveja, por maldade ou por falta de caráter, pois afinal de contas, nascemos com ele:
-         É de pequeno que se torce o pepino!
-         Ou em alemão:
-         Was Hänschen nicht lernt, lernt Hans nimmermehr.

Quando tudo vem à tona, torna-se óbvio que é chegado o momento de reavaliação: moral, sentimental, comportamental e educacional. Ninguém está autorizado a ferir alguém e fica por isso mesmo! Isso não é uma atitude saudável, e nem a de se „varrer a sujeira para debaixo do tapete“, escondendo, ignorando e abafando o assunto. Temos sim que entender o que se passa dentro de nós. O „desagradável“ nada mais é do que uma mensagem de alarme para que você comece a se dar o devido valor, abrindo espaço para a clareza de espírito e para o equilíbrio emocional.

Existem, para casos extremos, as terapias TCC (Terapias Cognitivo-Comportamental) que visam lidar com este tipo de problema com crianças. Já no caso adulto, aí o processo é bem mais demorado e difícil de ser contornado. Lembranças dolorosas não podem ser apagadas. Fato! Mas podemos substitui-las por boas como que num ritual de liberação! Eu costumava fazer isso no alojamento universitário aonde morei. Jogar fora coisas e com elas as memórias ruins de pessoas nocivas na minha vida. Minha amiga Tânia participou várias vezes deste meu ritual kkkkkk que eu cultivo até hoje!
Desagradável...

A nossa qualidade de vida é primordial! Que tal procurar gerir este estresse físico e mental de maneira produtiva? Seguem meus exemplos de „armadilhas negativas“:

1 – Falar é bom. Calar-se é melhor
Sabe aquela pessoa que acha que pode se meter na sua vida e ficar dando palpites sem ser solicitada? Diga que isto te incomoda!

2 – Ter amizades significa cultivar pessoas em sua vida
Um amigo não é uma pessoa que permanece na sua vida para te fazer mal. Um amigo não te fere. Um amigo não te ataca!
Às vezes podem até ser coisas simples como quando um amigo que você não vê há muito tempo diz:
-         Você está gordinha, hein? – ninguém gosta de ouvir isso!

Ou ainda pior, se o seu parceiro fala isso na hora do bem bom na cama! 
Barulho de vidro quebrado e do Coiote caindo no despenhadeiroooooooooooo … pow!

3 – Fofocas ou mulher vulgar
Isso aconteceu comigo quando eu estava dentro do ônibus indo para à universidade. Uma brasileira se aproximou de mim (reconheceu logo que eu também era brasileira), sentou do meu lado e começou a me contar TUDO que o marido dela gostava e não gostava na cama. Eu fiquei totalmente sem-graça e nem sabia o que dizer. Limitei-me a sorrir sem jeito e rezar para que aquela criatura descesse logo do ônibus. Socorro!

4 – Pessoa negativa que só sabe reclamar da vida
Todos nós temos problemas na vida. Fazer disso uma competição sobre quem sofre mais e qual desgraça é a pior, é ridículo!

5 – Pessoa folgada e cara de pau
Já comentei isso em um post anterior „Sobre viver no exterior“:
-         Ae, tu não trouxe uns tenisinhos de presente pros amigos, não? – Esse cara está confundindo Paraguay com Alemanha he he he.

6 – Pessoa que não se olha no espelho e nem para sua própria vida e vive criticando os outros. Ninguém é perfeito! Estamos longe de ser! E quem se acha bom demais a ponto de sair por aí espalhando „virtudes“, deve se auto-avaliar primeiro.

7 – Pessoa infeliz, sem brilho, sem vida própria e que imita tudo que os outros fazem: roupas, palavras, atitudes. Quer ser notada, desejada e querida e tem inveja de sua alma! Gostaria de ser você e como não pode, contenta-se em sabotar a sua felicidade.

8 – Você jamais vai conseguir isso...
Pessoa que tem prazer em destruir seus sonhos, colocar você para baixo e semear negatividade por onde passa. Um vampiro que vive de engolir e aniquilar a felicidade alheia. Afaste-se dela! 

9 – Eu te disse! Eu te disse! Eu te disse!
Essa frase só faz piorar as coisas! Ela deixa você mais irritado ainda! Um amigo de verdade deve te dar apoio e não pisar em cima quando você já está no chão.

10 – E por último, quando você mesmo é o portador de uma notícia desagradável do tipo: - Você está reprovado!
Ou ainda, alguém mente para outra pessoa descaradamente na sua frente e você sabe que é tudo mentira. Você chama a pessoa num cantinho e fala a respeito ou ignora?


Livre-se de tudo que pode te despertar uma lembrança negativa e/ou dolorosa. Jogue fora tudo que não te faz bem e que não acrescenta nada em sua vida. Leia um livro, arranje um hobby, saia com amigos ou faça novos, estude algo novo, assista a um filme, pratique esporte, enfim, ocupe-se! Um dia o desagradável acaba evaporando e desaparece para nunca mais voltar! #Fica a dica!

* Professora de Alemão  (Deutsch als Fremdsprache DAF, com certificado do MEC Ministério Alemão - BAMF-Zulassung)  
Professora de Português para Estrangeiros, PLE na Universidade de Tübingen 
Licenciada em Letras Português e Alemão, Universidade Federal Fluminense, RJ  
Mestre em Filologia Românica pela Eberhard Karls Universität de Tübingen e
Doutoranda em Translation Studies